Terapia Neural

A terapia neural é uma prática médica integrativa, que vê o corpo humano como um todo já que todas as suas partes estão ligadas entre si. Mente, órgãos e tecidos estão todos conectados a uma mesma rede nervosa (o sistema nervoso vegetativo) que regula as suas diferentes funções, os integra e mantém em equilíbrio.

Desde o início da nossa vida e ao longo dela, situações responsáveis por stress emocional e físico, como cicatrizes, infeções, intervenções cirúrgicas e dentárias (além de muitos outros), geram um ‘acumular’ que acaba por superar a capacidade de ‘autorregulação’ do organismo passando então por ser responsável por desequilíbrios e doenças físicas e mentais.

A Terapia Neural procura reequilibrar o funcionamento do sistema nervoso autónomo através de injeções com uma agulha muito fina e em áreas específicas do corpo de pequenas quantidades de uma substância chamada procaína (numa dosagem baixa de apenas 0,5%). O objetivo é neutralizar esses eventos prévios que causaram a desregulação do sistema nervoso autónomo através de um “reset” causado pela ação da procaína sobre as cargas elétricas celulares (denominada em medicina de “repolarização da membrana celular”). (as nossas células possuem energia que pode ser medida, por exemplo, num eletrocardiograma).

Os pontos no corpo a serem tratados são específicos para cada pessoa e definidos pelo que chamamos “história de vida”. Cada tratamento é diferente inclusive no mesmo paciente.  

Com a Terapia Neural damos a oportunidade do seu sistema nervoso procurar um novo equilíbrio e retomar o funcionamento saudável e adequado (ele pode o fazer ou não…) com a consequente melhoria de inúmeros problemas como: dor de cabeça, infeções, distúrbios hormonais, depressão, ansiedade, dores musculares e das articulações, alguns tipos de infertilidade, traumas físicos ou emocionais, entre muitos outros. Lembrando que nenhuma terapia serve para tudo nem para todos.

“O sistema nervoso é o instrumento mais completo para relacionar e conectar as partes do organismo entre si, ao mesmo tempo que relaciona todo o organismo com as incontáveis influências externas.” Pavlov (Nobel de Fisiologia ou Medicina de 1904)

Características:

  • Abordagem integral do paciente
  • Trata o organismo não como órgãos ou sistemas isolados, mas como uma unidade.
  • A mente, os órgãos e os tecidos do corpo humano são indissociáveis, estando conectados por uma rede nervosa que atua como regulador das suas funções (sistema nervoso autónomo)
  • Um sintoma (ex: dor) ou doença não ocorre independente dos eventos emocionais e físicos que ocorreram ao longo da nossa vida (desde Intra útero) até hoje.
  • Situações como cicatrizes, intervenções cirúrgicas, stress, infeções, doenças (inclusive as que tivemos na infância) e alterações a nível dentário podem afetar o funcionamento normal da rede neural que une a mente, tecido e órgãos podendo gerar dor, doença ou perturbações em qualquer parte do corpo além de problemas a nível mental e emocional.
  • Sintomas que parecem não se relacionar entre si podem ter a mesma origem.

Como é feito o tratamento:

Na consulta de Terapia Neural a Drª Simone Ayres aborda o paciente de forma pessoal, fazendo um estudo personalizado com o objetivo de detetar no historial clínico e biográfico fatores que possam ter colaborado para as queixas apresentadas.

Nenhuma queixa é negligenciada e nenhuma correlação é descartada (p.ex.: “depois de … tal evento… nunca mais fui saudável ou… apareceu tal problema”).

No primeiro contacto, a Terapia Neural pode parecer semelhante à acupuntura oriental, mas apesar de pontos de acupuntura poderem ser utilizados, as bases da Terapia Neural são a Medicina Ocidental, sendo utilizada em várias partes do mundo como tratamento médico reconhecido.

Sabia que?

* Tratamentos com Procaína para rejuvenescimento e anti-aging são utilizados desde a década de 60 (inicialmente na Roménia) e que mais de 25 mil trabalhos científicos sobre a eficácia do medicamento já foram publicados no mundo?!

* Esta técnica vem da década de 20(!) e é baseada nos pontos de injeção de reflexo neurológico descobertos nessa época na terapia neural original para dor. Verificou-se que a dor, e posteriormente doença sistémica, foram ajudadas através do conhecimento de onde aplicar o tratamento. Esses médicos iniciaram o que é conhecido como terapia neural segmentar, que relaciona certos pontos do corpo aos centros nervosos de órgãos e glândulas, muitas vezes à distância do órgão ou local afetado.

* É bem provável que encontre profissionais que desconhecem este tratamento (porque não nos foi dado a conhecer durante a formação médica nem em Portugal nem no Brasil – apesar de isso ocorrer em alguns países) e desgraçadamente a dar opinião a respeito inclusive a falar dos perigos da utilização da procaína, um dos mais fracos anestésicos locais que existe (tendo sido por isso abandonado o seu uso para esse fim). Apesar da substância ser utilizada diluída, pois não são os efeitos anestésicos que pretendemos, durante a consulta é avaliado se existe risco de alergia à substância e caso necessário um teste prévio é realizado. Estamos à disposição para esclarecer qualquer dúvida durante a consulta de Terapia Neural.

Retirado de Terapia Neural